Conforto

25 04 2010

A vida é muito intensa e, às vezes, agressiva. No fundo, somos todos como aqueles chineses que equilibram pratinhos numa vara, correndo de um lado para o outro para não deixar nenhum prato cair.

Embora isso seja legal e instigante, tem hora que precisamos dar um tempo para nos recompor. Se não percebemos isso sozinhos, nosso próprio corpo pede: muitas vezes, uma doença é só o seu corpo dizendo a você: “se você não parar pra se cuidar por bem, paro eu por mal!”

Hoje eu fui ao hortifruti (adoro “hortifrutigranjeiro”) e comprei várias coisas, pensando em cozinhar e postar aqui. Aí uma febrinha e um mal estar me fizeram ficar plantada na minha cama desde a 7 da noite, lidando comigo mesma, deitadinha, vendo seriados na TV. Sem cozinhar, pois não havia forças nem fome.

Aí lembrei que no começo da semana, já vendo os primeiros sinais do cansaço, fiz pra mim uma das melhores comfort foods de todos os tempos: Capeletti in Brodo. Se eu estivesse com fome agora, era exatamente o que eu gostaria de comer.

Capeletti in Brodo

(segundo o Google, é assim que se escreve “capeletti”)

Essa receita tem as 2 características fundamentais de uma comfort food:

1) É fácil de fazer (porque ninguém tem uma vontade louca de carré de cordeiro quando está doente)

2) É fácil de comer (porque a vida já está difícil o suficiente para ainda exigir que você mastigue muito)

Mas o diferente da receita – que não é muito confortável, confesso – foi fazer o caldo de carne. Desde a época do molho al sugo, meu vô me falava do caldo de carne que minha avó colocava no molho, e eu fiquei com vontade de tentar fazer.

Fazer caldo de carne hardcore é algo complexo e chato, envolve restos de carne e ossos, coisas que não sobram muito quando você cozinha só para você. Minha amiga chef mesmo fala que não vale tanto a complicação. Mas, quem falou que a vida é simples.

Comprei um pedaço de músculo e fui em busca de uma receita simples de caldo de carne. Encontrei um vídeo explicativo muito legal do Cyber cook, que adorei. Viva os vídeos feito para pessoas que estão aprendendo!

Fiz exatamente igual e ficou gostoso. O bom é que o caldo não é temperado, você só tempera a hora que usa.

Dá pra fazer um monte de caldo e congelar no freezer para quando precisar.

Depois, foi simples. Comprei um capeletti fresco (de queijo), coloquei o caldo no fogo e, assim que começou a ferver, coloquei o capeletti e deixei cozinhar por 9 minutos. Ah, e coloque sal e pimenta do reino a gosto no caldo.

Fácil, rápido, indolor, gostoso e extremamente confortável.

Comfort photo

Esse post foi escrito direto do meu edredom, ouvindo músicas confortáveis. Recomendo a trilha sonora de Glee e um pouco de Roy Orbinson.


Ações

Information

2 responses

25 04 2010
Rebeca

Bah….será que a nuttela te fez mal? Snif…

25 04 2010
Dri

Acho que não. Ando meio sensível mesmo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: