Guest Post – Ledo Engano

21 02 2011

Queridos 3 leitores, a vida anda muito boa, porém muito corrida. Estou sem tempo, sem tempo, sem tempo, pobre de mim. Enquanto o final de semana de 3 dias não é implementado, deixo vocês com um Guest Post do meu querido irmão postiço Arian, autor de 2 blogs fantásticos: Já Estava Assim Quando Eu Cheguei e Guia do Lugarzinho. Arian é conhecedor das coisas boas da vida logo, como não poderia deixar de ser, aprecia a boa comida e bebida. Divirtam-se!

Antes de efetivamente iniciar este post, eu gostaria de dizer que é um prazer enorme escrever para o charmoso blog “É pavê ou para comer?” da minha “irmãzinha postiça” Adriana.

Fiquei muito feliz quando soube que a Dri estava tomando gosto pela culinária e mais feliz ainda quando descobri que ela iria escrever sobre as suas aventuras na frente de um fogão.

É muito divertido acompanhar o desenvolvimento de um novo cozinheiro. Ver no seu rosto (neste caso palavras) a alegria de descobrir novas técnicas, de conhecer macetes antigos, de acertar uma receita mais refinada ou de simplesmente não queimar tudo… hehehe.

Fico orgulhoso quando vejo uma pessoa querida se apaixona pela cozinha! Toda essa felicidade e orgulho não existem somente pelo fato de que essa pessoa está conhecendo e entendendo uma paixão que eu já tenho a muitos anos. Na verdade este sentimento nasceu do alívio de saber que, como a Dri, existe um grande número de pessoas que estão descobrindo e amando este rico universo.

Nos últimos tempos eu vinha observando com tristeza que a grande maioria das pessoas não tinham interesse em aprender cozinhar. Constantemente, eu verificava que as pessoas não sabiam cozinhar e também não pretendiam aprender.

Nesses momentos eu costumava ouvir uma das frases mais equivocadas em relação a culinária: “Eu não cozinho nada! Nem sei fazer um cafezinho ou fritar um ovo!”

Não existe declaração que demosntra total desconhecimento sobre a arte de cozinhar do que essa! Preparar corretamente o famoso café de coador ou fazer um bom ovo frito são duas coisas bem complicadas.

Eu poderia escrever aqui um verdadeiro tratado sobre como se preparar um bom café de coador. Invés disso eu vou passar a palavra para uma especialista no assunto: a barista Cleia Junqueira (professora do Sindicafé e proprietária da Capheteria).

Esta verdadeira aula de como se fazer um bom café de coador é um trecho do Programa Globo Repórter sobre o Café.

Vou encerrar este post, depois dessa aula sobre o café de coador, com a promessa de retornar em breve com a uma segunda parte destinada ao injustiçado ovo frito.

Até breve com o post Ledo Engano – Parte 2.





Você conhece tudo que tem na sua cozinha?

9 02 2011

Para você que sempre quis saber a diferença de uma faca de queijo normal para uma faca de parmesão, a Pop Chart Lab criou esse infográfico abaixo.

Um guia para responder a pergunta: você sabe o nome de tudo o que tem na sua cozinha?

Clique na imagem para aumentar.

Quer comprar o poster pra por na cozinha? Fácil, clique aqui.





Dica de Site: Foodly

2 02 2011

Chegou um novo site que veio para quebrar o coco e não arrebentar a sapucaia da busca de receitas: o Foodly.

A proposta é bem interessante: te ajudar a buscar o que você realmente quer. Ele faz isso excluindo da busca os itens que você quer fora da receita.

Por exemplo: busquei por Caramelos. Veio um monte de receita com mel (que eu detesto).  Busquei então receita de caramelos sem mel, e voilá: varias receitas delicinhas de caramelo sem mel apareceram. Muito bom!

O vídeo abaixo explica melhor (e é bem legal! Adorei a descrição do relacionamento que temos com a comida):

Dica do meu amigo @wsoura, colega do blog Insolentes








%d bloggers like this: