Tartare!

13 03 2010

São Paulo is burning: depois de um friozinho quase outonal, o verão resolveu mostrar que até dia 21 é ele quem manda.

E nesse calorão, nada melhor do que comida crua. Procurando por receitas que eu poderia fazer com o St. Pierre que tinha em casa, fiquei intrigada por uma receita de Tartare. Eu tenho uma paixão quase primata por carpaccios, salmão defumado, sashimi e tartare, mas nunca penso em fazer essas coisas em casa. Fiquei intrigada e resolvi tentar.

Estou testando aqui também novas fotos com minha câmera nova. Além de aprender a cozinhar, resolvi aprender a fotografar. Estaria eu virando um cliché do online? Blog + Comida + Fotografia? Whatever, isso me faz feliz.

Voici le…

Tartare de Saint Pierre

Receita adaptada do CyberCook – aliás, Cybercook, vamos dar um tapa nas receitas? Essa aí é demais e está super jogada. A receita é do chef Emmanuel Bassoleil.

Ingredientes

350g de saint pierre limpo, sem pele, cortado em cubos

1 maçã verde cortada em cubos

3 talos de salsão cortado em cubos

70g de nozes picadas

1/ 2 colher de coentro seco (eu usei fresco, mas é tão pouco, nem vale a frescura)

Suco de 2 limões

Azeite, sal e pimenta do reino a gosto

Molho

50ml de azeite

50ml de shoyu

Primeira observação: Na receita original, no lugar do salsão, estava erva-doce. Eu troquei porque detesto erva doce, me faz passar mal. O salsão tem um gosto bem forte que eu gosto bastante. Talvez com erva doce fique mais leve e adocicado, caso prefira. Ele também sugere colocar erva doce seca. Discutindo a substituição com minha amiga chef, ela sugeriu gergelim ou linhaça. Se consagre na personalização.

Modo de preparo

Misture o peixe, a maçã verde, o salsão e o coentro. Ponto importante: É muito pouco coentro mesmo! Coentro é super forte, se colocar mais ele domina tudo. Mas um pouco faz uma graça.

Coloque então as nozes, e surpreenda-se: elas fazem toda a diferença! Nozes são o segredo do sucesso desse tartare.

Tempera com azeite, sal e pimenta. Antes de servir, acrescente o suco de limão. (Peixe + limão = amor)

Pra fazer o molho, misture o azeite e o shoyu.

O mais legal dessa receita é que, apesar de meio jogada no Cybercook (sério, parece que o Saramago escreveu. Vírgulas, pontos e parágrafos, gente!), ela tinha uma dica de montagem! E fica lindo fazer, é fácil.

Montagem: use um aro para enformar. Coloque o molho em volta e decore com folhas (alface e ervas).

Não pus as folhas nem usei o aro. Mas mesmo assim ficou legal só com o molho em volta. Veja o que acha.

A foto também fui eu que tirei. E editei! Só faltou limpar as bordas do prato. Oops.

Tartare de Saint Pierre, originally uploaded by drizon99.

Eu garanto que essa receita ficou fantástica. Eu adorei, pelo menos. É bem fácil, rápida e é só sucesso.





Almoço phyno de domingo

11 10 2009

Moro com 2 amigas, mas nem sempre a gente se junta para fazer as refeições juntas, porque a vida é meio assim.

Por isso, quando de fato a gente se junta, acaba por  fazer um almoço phyno (com ph, bi!), ou pelo menos algo um pouco mais sofisticado do que fazemos no dia a dia. O que não é difícil, já é a média aqui é uma torradinha com queijo cottage, iogurte e gelatina, ou similares – depende de quão light a gente se sente.

Mas, outro dia (ok, há 1 mês, faz tempo que não atualizo), fizemos um almocinho bem gostoso. Esqueci de tirar foto mas vou dar as receitas, já que foi um dia fantástico em que tudo deu certo. Sim, isso acontece 🙂

O cardápio: Badejo ao molho de limão e alho, purê de lentilha, abobrinha recheada com queijo.

Sobremesa recomendada: Sorvete light de maracujá Fruttare. Afinal, vc já cozinhou demais. A gente picou alguma fruta com o sorvete, mas não lembro qual. Acho que foi uva.

Purê de lentilha

Aprendi essa receita numa aula de culinária que eu fui, no Madame Aubergine. É um lugar onde você só vê a aula acontecer e come resultado. Ótimo para um dia de preguiça, mas eu senti falta de encostar na comida.

Eu não tenho idéia de porcionamento: com raízes italianas e mineiras, pra mim é muito confuso cozinhar para poucos. Como assim você não quer alimentar um exército? Ou seja, eu fiz um mundo de purê de lentilha. Vou passar a receita inteira, mas recomendo: divida tudo por 4, pelo menos. Ou congele (eu tenho um pote grande de purê no meu freezer).

1 pacote de lentilha (compre as lentille verts Casino no Pão de Açúcar, e fale da importância dos bons ingredientes, ehhe. Na real foi essa marca que o chef da aula recomendou)

1 dente de alho

1 cebola

1 folha de louro

Azeite

Sal e pimenta

Refogue a cebola e o alho no azeite. Cozinhe a lentilha cobrindo com água e a folha de louro até que esteja macia (tipo uns 40 minutos). Bata no liquidificador com um pouco da água do cozimento. Aqui o meu ponto: deixe ficar meio mole, pq ele vai ressecar um pouco. Ou seja, pense nisso na hora de dar o ponto. Se vc esquecer de deixar a água do cozimento, coloque um pouco de creme de leite fresco.

Pronto, alimente seu exército com lentilha e vá a luta. Ah, o purê fica meio cinza (é a cor da lentilha,né?), mas fica muito bom!

Badejo assado básico

Eu adoro badejo porque é um peixe tão gostoso que qualquer coisa que você fizer com ele fica gostoso. Então é um peixe amigo das pessoas que não sabem cozinhar. A única coisa que me intriga nesse caso é que eu nunca sei se o nome certo é badejo ou abadejo. Essa receita foi inspirada numas 3 q eu li no Cyber Cook e, vamos combinar, ela é mega fácil. Assim, peixe for dummies.

2 filés de badejo (ou abadejo)

Limão espremido

Alho picado, ou pasta de alho

Sal e pimenta

Deixe o abadejo (ou badejo) marinando no limão espremido (deixe ele imerso no suco), com o alho por cima, sal e pimenta, por aproximadamente 1 hora. Coloque o peixe e o caldo numa assadeira com papel alumínio, tampe com papel alumínio e asse por 30 minutos, forno médio pré-aquecido. A cada 5 minutos mais ou menos, abra o papel alumínio, regue o peixe e feche novamente.

Quando você achar que o peixe estiver assado, abra e deixe assar mais alguns minutos para dourar um bocadinho.

Abobrinhas recheadas

Receita da minha roomate, então pode estar um pouco diferente.

2 abobrinhas

Queijo cottage

Queijo parmesão ralado

Sal

Descasque as abobrinhas (se quiser) e tire as sementes. Cozinha na água pro alguns minutos, até parecer boa. (Sei lá quanto tempo é, se joga).

Misture o queijo cottage com o parmesão. Pode misturar com outros queijos se quiser, uma loucura. Tempere com um pouco de sal.

Asse por 5 minutos (como a abobrinha já está cozida, é só o tempo do queijo derreter). Sirva e coma, é ótimo.

Divirta-se e bom domingo!








%d bloggers like this: