Indo Além do Ovo Frito

5 05 2010

Há um tempo eu quero fazer um post sobre ovos. O ovo é um alimento que sempre está envolvido em alguma polêmica: é saudável ou faz mal? Proteína ou colesterol? Frito ou cozido? Além da principal, atemporal e mais debatida de todas as questões: quem veio antes, o ovo ou a galinha?

Independente disso, o ovo é uma das primeiras coisas que uma pessoa aprende a cozinhar. Afinal, ela tem que dizer para os outros que pelo menos um ovo sabe fritar.

O ovo é tão comum no dia a dia da culinária que é tema de vários experimentos na cozinha.

Veja como você pode pagar de chef/gatinha(o) e aprenda a quebrar um ovo com uma só mão.

Fale a verdade… você também SEMPRE quis aprender a fazer isso.

(Eu ainda não consegui)

Outro vídeo divertido: Como descascar um ovo cozido em 5 segundos:

Já testei isso e funciona!

Polêmicas a parte, ovos são uma excelente fonte de proteína, além de serem um dos alimentos mais versáteis que existem. Existem muito mais maneiras de preparar um ovo do que de preparar Neston.

O meu favorito é o zoiudo, o ovo frito (no azeite).

o.O

Mas o que sempre quis aprender a fazer é o tal do ovo poché. Todo mundo fala que faz, que é fácil, mas é que nem enterro de anão: eu nunca vi.

Mas, como se faz o ovo poché?

Existem várias abordagens para se fazer o ovo poché. Achei melhor, nesse momento de aprendizado, buscar ajuda dos clássicos.

Quem leu/viu Julie&Julia, sabe que a Julie tenta algumas vezes até dominar a técnica. Procurei uma receita da Julia Child e achei primeiro uma muito complexa, não era o que eu queria. Oi, Julia, é só um ovo?

Depois achei um ótimo post passo a passo do método simplificado da Julia Child.

Tentei fazer, mas não deu certo. Eu nem registrei porque ficou horroroso. Observação importante: a água tem que ter muitas bolhinhas antes de você colocar o ovo (sem ansiedade!).

Achei também um vídeo do Gordom Ramsay (chef top top e apresentador do Hell’s Kitchen) ensinando, veja que fácil:

Adorei a idéia do rodopio. Resolvi testar!

No começo, pareceu que tudo ia bem…

Rodando e girando

… porém, a água ferveu demais e destruiu meu pobre ovo, que ficou assim:

Meia lua pseudo poché

Ainda não foi dessa vez que dominei a técnica do ovo poché.

Porém, desistir nunca, render-se, jamais! Em breve, tentarei de novo.

Trilha sonora

Só existe uma trilha sonora possível para esse post.

Se você foi criança/pré-adolescente no início dos anos 90, vai reconhecer.

Senão… bem, desculpe.

Anúncios







%d bloggers like this: