Vida Saudável – Risoto de Quinoa

25 07 2010

Estou sumida do blog por um motivo triste: quase não cozinho mais. A minha vida resolveu se complicar muito (alguém aí já ouviu falar do retorno de saturno?) e falta tempo e disposição. Tudo conspira para que minha cozinha siga inutilizada. Vejo programas de culinária e meu coração se parte um pouquinho…

Mas outro dia, tive 5 minutos de sossego e resolvi voltar às panelas. Muita alegria! Como ainda estou no meu momento dieta, fiz uma receita com Quinoa, o grão típico do Peru que é o novo hyper entre chiques e saudáveis. A grande vantagem da Quinoa, de acordo com minha nutricionista, é que ela parece um carboidrato, mas na verdade tem muita proteína. Então é uma ótima forma de incorporar algo saudável na sua alimentação, aumentar a saciedade (leia-se comer mais) e se manter na dieta.

A Quinoa nossa de todo dia

Como esses argumentos me bastam, bora cozinhar Quinoa! Eu nunca tinha comprado isso na vida, então acabei seguindo a receita que estava no verso do pacote.

Risoto de Quinoa com Tomate

Ingredientes

1/2 cebola em fatias finas

1 xícara de chá de Quinoa

2 tomates sem pele e picados

1/2 copo de vinho branco

300 ml de caldo de vegetais (eu usei de frango)

1 dente de alho

azeite de oliva

sal, pimenta, noz moscada

(Tinha na receita mas eu não pus porque não tinha em casa: 2 xícaras de espinafre e 1 fatia de queijo branco)

Como fazer

Refogue a cebola no azeite. Coloquei a quinoa e os tomates picados e mexa bem. Depois q der uma leve fritadinha, coloque o vinho branco e cozinhe até que a quinoa absorva todo o líquido.

Depois, junte o caldo de vegetais aos poucos e cozinhe em fogo baixo. Para quem é meio risoteiro: não sei se eu estava sem paciência, mas senti que a quinoa demora mais pra absorver o caldo.

misturando a quinoa

Tempete com sal, pimenta, noz moscada e afins. Se você tiver espinafre, refogue ele no alho separado, pique e coloque junto com o risoto no final.

quinoa pronta - foto sem foco, sorry

Minha opinião é que um risoto de quinoa não deveria se chamar risoto, porque o nome cria expectativas muito erradas. Esse é um prato ok, saudável e até gostosinho (o tomate é fundamental), mas não espere a cremosidade que só um risoto cheio de manteiga e queijo vai ter. Basicamente, essa receita torna a quinoa um pouco mais interessante e a ajuda a fazer parte do seu jantar. Então faça, seja saudável e feliz.





Sopa delicinha de tomate

17 05 2010

Com o frio que chegou finalmente (eba!), é dada a largada na temporada de caça às receitas de sopa. Afinal, o inverno dá uma fome… Então, viva as sopas, que são fáceis de fazer, saborosas e não causam arrependimento calórico no dia seguinte.

Sopa caseira de tomate

Receita original aqui.
Nota: A receita original tem muito mais gordura do que a versão que eu fiz: um mundo de azeite, mais manteiga e até creme de leite. Não usei tudo isso, afinal, o principal objetivo da sopa é comer algo mais leve.
Se for para comer gordura, vamos fazer é costelinha de porco.

Ingredientes

1 lata de tomates pelados, picados

1 talo de salsão, picado

1 cenoura pequena, picada

1 cebola, picada

2 dentes de alho, picadinhos

1 xícara de caldo de galinha (pode até ser mais)

1 folha de louro

1 colher de sopa de manteiga

1/4 de xícara de folhas de manjericão picadas (uns 2-3 talos, ou o quanto você achar bom)

Azeite extra-virgem

Sal e pimenta do reino

Modo de fazer

Pré-aqueça o forno em temperatura médio-alta (230 graus).

Separe os tomates da lata do seu molho – reserve o molho. Pique os tomates, coloque em uma assadeira, regue com azeite, sal e pimenta. Coloque-os para assar no forno até eles estarem caramelizados – por volta de 15 minutos.

Enquanto eles cozinham, aquela mais azeite numa panela em fogo médio baixo. Coloque o salsão, a cenoura, a cebola e o alho. Refogue até eles amolecerem (uns 10 minutos). Quando eles estiverem bem molinhos, coloque os tomates caramelizados (que vão estar com um cheiro incrível), o molho da lata de tomate que você tinha guardado, caldo de galinha, folha de louro e manteiga. Misture tudo, chegue numa fervura baixa e deixe lá até os vegetais amolecerem bem. Uns 20 minutos, talvez menos.

Quando estiver quase bom, coloque o manjericão e ajuste o sal e pimenta. Aliás, usei bastante pimenta, ficou bom…

Depois, coloque a sopa para bater em um liquidificador, ou bata no mixer. O que fizer você feliz.

E está pronta. Delicinha! 🙂

Me aqueça nesse inverno, baby

Na receita original fala que isso serve 4 pessoas, mas só se for como uma entradinha de uma refeição maior, o que raramente é o caso em casa.  Essa receita serve 2 pratos fundos razoavelmente generosos e só.

Mas vale a pena, é muito boa!





Domingo vegetariano

21 02 2010

Desde 2005, quando conheci uma grande amiga que já foi vegetariana e vegana, tenho certo interesse sobre o vegetarianismo. Pessoalmente, sou contra grandes radicalismos, principalmente alimentícios. Acredito que precisamos de proteínas e de uma alimentação balanceada, que inclui carne.

Ler sobre vegetarianismo, porém, me faz pensar sobre como podemos ter uma alimentação mais saudável, com mais vegetais e legumes. O fato é que comemos muita porcaria, e enquanto não fizemos as pazes com os legumes, vamos continuar prejudicando nossa saúde.

Além disso, todo nosso consumo tem um impacto ambiental. Não precisamos parar de comer carne vermelha (que eu amo, aliás), mas podemos sim moderar o nosso consumo. Podemos comprar carne de melhor qualidade, mais saudável e saborosa.

Aliás, comida saudável é mais saborosa. Mas isso é outra história.

Hoje, no primeiro almoço phyno de domingo de 2010, fiz um prato vegetariano ensinado por uma amiga que é uma delícia.

Berinjela recheada com abobrinha

Berinjelas de dia das bruxas!

Hein? É, isso mesmo. Uma festa de legumes. Fácil de fazer e uma delícia. Para 2 pessoas, você precisa de:

2 berinjelas

2 abobrinhas

2 tomates (maduros)

1/2 cebola pequena

Farinha de rosca/farelo de pão (pouco, menos de meio pão)

Queijo parmesão ralado (bastante)

Azeite

Sal, pimenta e orégano

Como fazer:

Corte as berinjelas ao meio e retire o recheio. Guarde o resto pois elas vão receber a comida de volta. Pique o recheio em cubinhos.

Aliás, aproveite e já pique tudo em cubinhos: abobrinha, tomate e cebola. E já deixe o forno pré-aquecido – sei lá, médio alto?

Refogue a cebola em azeite e, um pouco antes de dourar, jogue os cubinhos de berinjela. Como a berinjela suga a umidade, você provavelmente vai ter que jogar mais azeite. Aliás, não se reprima de jogar azeite se você sentir que está meio seco.

Quando ela já estiver mole, um pouco escura e refogada, coloque a abobrinha.

Quando ela estiver mais refogada, coloque o tomate. Talvez nesses momentos você nao coloque mais azeite, pois eles já liberam líquidos.

Quando tudo estiver lindamente refogado, cubra tudo com queijo parmesão ralado e coloque a farinha de rosca/farelo de pão. Vá misturando até dar liga. Você pode por mais queijo e farinha se sentir que as coisas não estão muito ligadas.

Hora de temperar: coloque sal (uma boa qtde), pimenta do reino e orégano. Aliás, aceito sugestões de ervas que podem ser colocadas aqui pra ficar bom.

Quando estiver tudo delicinha, desligue o fogo e ajeite as barquetes de berinjela numa assadeira. Recheie cada uma com o refogado e depois cubra com queijo parmesão.

Coloque no forno até gratinar, o queijo derreter ou você já estar com fome.

Essa foto não é minha, nem da receita que eu acabei de dar. Mas como fica mais ou menos parecido, segue:

é pra ficar assim, mais ou menos (foto do panelinha)

E é isso. Excelente prato para o dia seguinte daquele churrasco em que você se estragou.








%d bloggers like this: